Sites Grátis no Comunidades.net

Ninjutsu Moderno 忍術


Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Votação
Em que aspecto o site está melhor elaborado?
Aprendizagem
Imagens/Apresentação
Extensão de informação
Facilidade de navegação
Ver Resultados

Rating: 2.8/5 (1070 votos)



ONLINE
2


Frase da Semana - “A vitória pertence àquele que acredita nela, e àquele que acredita nela por mais tempo.” - Pearl Harbor

Defesa Pessoal I

Este artigo aborda conceitos de Defesa Pessoal essencialmente contra um agressor. Mas tudo isto se aplica a todos os tipos de defesa pessoal, sejam contra um ou mais adversários, armados ou não. 

 

 

Fase de Observação:

É o primeiro passo para a defesa. Antes de entrar em acção, deve-se ter uma ideia rápida das opções, possibilidades e ambiente. Exemplos do que se pode encontrar no ambiente são o espaço, localização das saídas, objectos que podemos usar como arma, tipo de terreno, iluminação, obstáculos, etc. É muito importante esperar o inesperado.

 

Fase de Balanceamento:

É usada para preparar a defesa em distância curta, quando um ataque é imediato. Ganha-se equilíbrio flectindo as pernas e baixando o centro de gravidade. Isto dá mais controlo sobre o oponente. Numa situação de ataque iminente, fazemos isto colocando-nos previamente numa posição que nos dê vantagem, podendo ir preparando alguns objectos para usar.

 

Fase de Quebra:

Esta fase é a que designa o controlo do foco do atacante, distraindo-o ou atraindo a sua atenção para outro lado. Existem 4 áreas onde se pode actuar desviando-lhe a atenção:

Controlo directo – Uso da dor ou força física.

Controlo indirecto – Uso verbal, como ordens tipo “Pára!”, em voz alta e com determinação, etc.

Controlo visual – Desviar o foco visual.

Controlo emocional – Uso de emoções ou desejos do adversário, chamando-o à razão, “cedendo” um pouco nas palavras, etc.

Qualquer destes tipos de controlo irá causar desconcentração no oponente.

 

Fase Técnica:

É aqui que se parte para a acção. Por exemplo, o agressor ataca com um soco circular, mas antes reparamos que o mesmo se encontra embriagado: Ganha-se equilíbrio baixando o centro de gravidade do corpo, desviamos-lhe a atenção fazendo qualquer gesto à frente dos olhos do agressor, dando um passo para o lado, etc… E no fim, aplica-se a defesa para o ataque dele. A situação irá determinar qual o tipo de técnica a usar.

 

Fase Final:

Eliminar o ataque e neutralizar o atacante. Controlar o ataque até a ameaça acabar ou fugir.

Usando o exemplo da fase técnica, depois de se evitar o soco, pode-se atacar a partir da lateral do adversário e a seguir aplicar um estrangulamento por trás para controlar o oponente ou para fazê-lo perder os sentidos, o que de qualquer modo acaba com a ameaça.

 

 

 

Movimento Corporal

É preciso saber que tipo de movimento corporal se deve usar. As direcções do movimento de defesa são a esquiva, a evasão e a fuga.

A maioria dos ataques são evitados por movimentos circulares. Dominar os movimentos circulares correctos vai levar a um melhor entendimento das manobras de combate.

 

As técnicas que podem ser utilizadas são socos, pontapés, agarres, cargas, “grapples”, projecções, armas, etc.

 

O treino de defesa pessoal não nos torna 100% eficazes em combate, apenas aumenta as probabilidades de sairmos ilesos de uma agressão. E quanto mais se treina, mais se aumenta essa probabilidade. Se queremos aprender a nos defendermos de uma arma, de qualquer tipo, temos de conhecer antes o seu funcionamento e como é utilizada.

 

Para praticar defesa pessoal não é preciso ser nenhum “cinturão negro”. Isso é um mito. Basta ser diligente e treinar, treinar, treinar.

 

Back                                                             Next

Criar um Site Grátis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net