Sites Grátis no Comunidades.net

Ninjutsu Moderno 忍術


Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Votação
Em que aspecto o site está melhor elaborado?
Aprendizagem
Imagens/Apresentação
Extensão de informação
Facilidade de navegação
Ver Resultados

Rating: 2.8/5 (1068 votos)



ONLINE
1


Frase da Semana - “A vitória pertence àquele que acredita nela, e àquele que acredita nela por mais tempo.” - Pearl Harbor

Estratégia I

Chess

 

Quando se está em combate, é fundamental que se condicione os reflexos dentro de um determinada técnica, até que o corpo, a mente e o espírito incorporem o sistema defensivo natural que a Criação nos deixou.

Os reflexos condicionados são conhecidos como “waza” (técnica). Dentro das waza de combate foram introduzidas técnicas com armas. Primeiro, uma pedra, uma faca, uma lança, e assim por diante, até chegar às armas de fogo.

Entretanto, mesmo que as técnicas e as armas sejam diferentes, existem muitos factores comuns às armas e às técnicas. São quase como princípios e leis a que se deve obedecer numa luta, formando o que se chama ESTRATÉGIAS, ou em japonês, “Heiho”.

Muitas vezes não é suficiente conhecer apenas técnicas. No fundo, o que conta é saber aplicá-las num dado momento ou situação, numa luta.

A estratégia é a ciência, a “malícia” que o combatente usa, aproveitando as situações aproveitando as situações e as circunstâncias do combate, armado ou desarmado, com o fim de derrotar ou neutralizar o oponente.

As estratégias apresentadas a seguir são muito úteis para um praticante de Ninjutsu Moderno mas também para praticantes de outras artes marciais ou sistemas de combate ou defesa pessoal. São também válidas e muito eficazes para solucionar problemas ou conflitos na vida privada e/ou profissional, posto que não se aplicam apenas ao combate...

A estratégia é importante para saber as intenções de um agressor e evitar o seu ataque.

Estas estratégias foram retiradas do Livro dos Cinco Anéis (Go Rin No Sho) de Miyamoto Musashi (1584-1645), o melhor espadachim e mais brilhante estratega de combate de todos os tempos, e são usadas ainda hoje em todas muitas situações de conflito por lutadores e líderes militares. Mas são usadas também por outro tipo de estrategas, como empresários, políticos, treinadores de futebol, etc...

 

Em cada Nível do Programa Técnico, estarão 9 estratégias.

 

 

Nobashi No Heiho

 

Nobashi é Forçar o oponente a mostrar-se, a sair do seu entrincheiramento. Isto é feito obrigando o oponente a atacar de uma distância um pouco além da uchima (ver o artigo “Distância”, neste website). Esta é uma estratégia fácil de obrigar um principiante a assumir, porque é um instinto natural fugir do perigo para tão longe quanto se possa.

Até mesmo os Mestres usam esta distância, quando querem “descansar” um pouco. Esta estratégia consiste em deixar quando em Kamae (qualquer das posturas de combate), o peso do corpo no pé da frente. Assim que o atacante inicia o seu ataque, deslocamos o peso um pouco para trás, obrigando-o a entrar numa “armadilha”.

 

 

Tokoshi No Heiho

 

Tokoshi significa “cruzar uma longa distância”. Isto significa que quando se está em toma (longa distância), deve-se tomar a iniciativa da aproximação dando um passo pequeno seguido de um grande, atacando de imediato. Quem fizer essa aproximação primeiro, leva a vantagem. Os principiantes acham a Tokoshi No Heiho bastante difícil, isto porque não sabem que não existe nenhum lugar seguro numa luta ou numa guerra. Mesmo na linha da retaguarda, o perigo está presente. A única maneira de realmente ficar seguro é avançar e destruir ou neutralizar por completo a ameaça. É muito comum ver os principiantes a recuar quando são atacados, o que é um grave erro. Existia uma máxima entre os antigos espadachins japoneses: “Quando tiveres medo, enche os pulmões de ar, contrai os músculos abdominais e dá um passo adiante.”. A famosa expressão de que “a melhor defesa é o ataque” é a que melhor caracteriza a Tokoshi No Heiho. Esta estratégia diz que quando se está face a uma grande distância, deve-se cruzá-la rapidamente. Esta estratégia é muito importante quando se está frente a um adversário maior que nós. A longa distância é favorável para ele. E a curta, para nós. Como diz Lovret, “Muitos governantes não entendem que a estratégia entre nações é a mesma que entre indivíduos, e o resultado é que muitas guerras poderiam ser evitadas, não por uma das nações não ter sido agressiva, mas por não ter sido agressiva o suficiente”.

 

 

Shikkotai No Heiho

 

Shikkotai significa que se deve aproximar tanto do oponente que ele não tenha espaço para manobrar. É fácil aproximar-se do oponente quando ele se move. Por isso, a chave para esta estratégia está na postura balanceada e equilibrada. E numa perfeita concentração nos movimentos do oponente e na percepção da abertura da sua guarda. No caso de um negociante ou comerciante, esta estratégia é a de abrir um negócio próximo do grande concorrente, sendo que os próprios anúncios e publicidade do último servirão para ajudar a vender os produtos do estratega. Isto pode encontrar-se por exemplo no turismo e noutros ramos. No fundo, é obrigar o oponente a favorecer-nos com os seus actos (ataques, no caso de uma luta).

 

 

Nebari No Heiho

 

Nebari significa que nos devemos colar ao nosso oponente, não lhe dando espaço. E mais do que isto, unindo-nos a ele. É o mais importante princípio do Jiu-Jitsu antigo. Quando o oponente levanta a sua espada para cortar, deve-se juntar a nossa espada com a dele, como que colando. Quando ele se tenta desenvencilhar, esquece-se de cortar e deixa uma abertura, por onde entrará o nosso ataque fulminante. Como na maioria das estratégias, a Nebari No Heiho visa dois pontos: O físico e o psicológico. Fisicamente, a estratégia é a de “amarrar” o adversário e restringir os seus movimentos. Psicologicamente, é distrair ou desviar a atenção do adversário para outra questão que não a de nos cortar ou atacar, atacando de seguida.

 

 

Fukurami No Heiho

 

Fukurami significa “expandir”. Neste caso, expandir o oponente. Esta estratégia não deve ser usada contra quem tem o seu Ki (energia) desenvolvido. Na sua essência, significa procurar fazer com que quem está seguro num entrincheiramento se expanda, tornando-se assim mais fraco. Foi o que fizeram os Aliados contra a Alemanha Nazi, que era muito forte enquanto estava em poucas frentes de batalha. Porém, à medida que foi forçada a lutar noutros países, em numerosas frentes, foi-se expadindo e perdendo a sua força, acabando por ser derrotada.

 

 

Shukotai No Heiho

 

A estratégia Shukotai No Heiho ensina que devemos manter a nossa arma um pouco mais próxima do nosso corpo que o normal. Esta acção diminui a distância entre nós e o nosso adversário, com a vantagem de que ele não se aperceberá disso, ficando sujeito a um ataque de surpresa. Os negociantes comerciantes ou empresários usam esta estratégia, enviando determinado produto a uma filial, e no momento da demanda, é aumentada imediatamente para satisfazê-la, superando os concorrentes, que necessitarão primeiro de solicitar a mercadoria da matriz, perdendo assim tempo precioso.

 

 

Hyoshi, o tempo de execução

 

Existe um ritmo para o Universo, para a vida e para a morte. Cada coisa vibra com o seu ritmo. O ritmo é ditado por várias coisas. Um homem grande irá mover-se mais lentamente, que um homem pequeno. O mesmo é válido para uma grande empresa e para uma pequena. Em qualquer tipo de envolvimento, é fundamental conhecer o ritmo do adversário. E uma vez estabelecido, é fácil escolher a estratégia vencedora. Esta estratégia foi utilizada pelos alemães na Segunda Guerra Mundial, com a famosa Blitz Krieg (Guerra Relâmpago). É portanto fundamental para a vitória que o atacante jamais use o ritmo do atacado. Esta é talvez das coisas mais importantes em combate, seja esse combate de que tipo for... Contra um, contra vários, com armas, sem armas, em grande escala, etc.

Iremos perder um debate se o nosso interlocutor apenas for “atacado” por nós com assuntos em que ele tem experiência. Os políticos usam muito esta estratégia, quando querem desacreditar os seus adversários diante da opinião pública, nos debates, procurando fazer perguntas ou lançar afirmações aos opositores sobre assuntos que estes últimos não conhecem muito bem e que “atacante” conhece.

 

 

Hanon No Heiho

 

Hanon é um meio tempo. Nesta estratégia, percebendo-se o ritmo do oponente quando ele prepara um ataque, ataca-se no meio tempo entre o início e o fim do seu ataque. Por exemplo, quando o oponente ataca com um Shomen Uchi (ataque descendente à cabeça), antes que o braço dele desça, entra-se com o punho, atacando o braço ou o corpo do oponente, no meio tempo. A ideia desta estratégia é entrar no ritmo do adversário e depois atacá-lo, mudando o ritmo e surpreendendo-o. O corpo humano tem uma massa fixa e é natural que tenda a mover-se a uma velocidade constante e fixa. O estratega, praticante de Ninjutsu Moderno ou de qualquer outra arte marcial ou sistema de combate/defesa pessoal, deve precaver-se quanto a esse “mau hábito” se se mover sempre a uma velocidade constante.

 

 

Katsuri No Heiho

 

Katsuri significa que se pode ganhar mudando a velocidade. Força-se o oponente a lutar num ritmo que não é natural para ele, ganhando assim vantagem. Muitas vezes, num debate, político ou de outra natureza, um dos intervenientes fala rapidamente de modo a que o seu interlocutor não possa compreender na totalidade ou em grande parte o que o primeiro está a dizer, acabando por aceitar os seus argumentos por julgá-los correctos. Pode-se considerar que a Katsuri No Heiho seja uma “extensão” da Hanon No Heiho, porém, se a segunda é usada para defesa, a primeira serve também para o ataque.

 

Continua no Nível 2...

 

Back

Criar um Site Grátis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net